Banco Inter anuncia R$ 550 mi de crédito para empreendedores

O Banco Inter, plataforma de serviços totalmente digital, vai destinar R$ 250 milhões a correntistas PJ que desejam antecipar recebíveis relacionados a vendas no cartão de crédito. A operação não terá custo e, para ter acesso à linha de crédito, basta fazer a solicitação de análise pelo Internet Banking. A iniciativa faz parte de uma série de medidas que o banco tem adotado para apoiar correntistas e empreendedores afetados pela pandemia do Coronavírus.

 ”Desejamos ser cada vez mais parceiros dos empreendedores e oferecer soluções que apoiem quem gera empregos e movimenta a economia do País, especialmente nesse momento sensível”, diz Marco Túlio Guimarães, vice-presidente comercial do Banco Inter. “Ao zerar o custo desta operação, damos um importante apoio para que varejistas e comerciantes – mais impactados nessa situação de pandemia – possam continuar funcionando e mantendo seus postos de trabalho”, completa.

O benefício de taxa zero é válido para clientes com empresas abertas há pelo menos um ano, para vendas com prazo de até 90 dias. O empresário que precisar de um prazo maior pagará taxa de 1% ao mês, por até 36 meses. Correntistas que não recebem as vendas de cartão de crédito ou débito em sua conta no Banco Inter podem solicitar à credenciadora a mudança de domicílio da maquininha. Empresas que ainda não têm conta PJ no Banco Inter podem solicitar a abertura, que é 100% online, pelo site bancointer.com.br.

Juntos pelo varejo

Outro importante apoio aos empreendedores neste momento é a parceria entre Banco Inter e brMalls, na oferta de uma linha de crédito de até R$ 300 milhões para pequenos e médios varejistas que atuam em todos os 26 shoppings administrados pela empresa, referência no setor de shoppings centers no Brasil.

As linhas de crédito serão disponibilizadas diretamente no Super App, site do banco ou através dos consultores comerciais, e terão prazos que variam de seis meses a 20 anos, com taxa de juros a partir de 1% ao mês. Além disso, não haverá cobrança de IOF para os contratos fechados entre abril e maio.

Os empresários poderão usar imóveis comerciais ou residenciais, ainda financiados ou quitados, como garantia para a operação. Após o envio da documentação completa, o dinheiro será disponibilizado diretamente na conta do empreendedor. Se o registro do imóvel se der de forma eletrônica, a liberação do financiamento pode acontecer em sete dias.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s