Bracell anuncia investimento de R$ 7 bilhões na expansão da unidade de Lençóis Paulistas

InvestSP dará suporte ao projeto Star que deve tornar a empresa em líder mundial na produção de celulose solúvel

Nesta segunda-feira, 29 de julho, a Bracell, que pertence ao grupo Royal Golden Eagle (RGE), de Singapura, anunciou o Projeto Star, nome dado a ampliação de sua fábrica de celulose em Lençóis Paulistas e Macatuba. O projeto prevê um investimento de R$ 7 bilhões e geração de 7,5 mil empregos na fase mais avançada de implantação do projeto. A unidade deverá empregar 4.000 novos trabalhadores diretos ao final das obras.

A expansão deverá ser concluída no segundo semestre de 2021 e elevará a atual produção de 250 mil toneladas/ano para 1,5 milhão de tonelada/ano. Grande parte da celulose solúvel produzida na fábrica será destinada à exportação, tendo como mercados principais a China e a Europa.

A InvestSP dará suporte à empresa durante o processo de implantação do seu projeto de investimento. A agência paulista já tinha um relacionamento com a Lwarcel, que foi adquirida pelo grupo RGE em 2018 e passou a integrar a Bracell.

“Iremos prestar toda a assessoria na concretização desse investimento que tem potencial para alavancar o desenvolvimento econômico e social da região. Quando as empresas realizam investimentos dessa magnitude, demonstram que o Estado de São Paulo tem qualidades necessárias para que as empresas se estabeleçam e realizem seus negócios durante muitos e muitos anos”, afirmou o presidente da InvestSP, Wilson Mello.

A nova fábrica terá uma linha flexível projetada para produzir prioritariamente celulose solúvel e contará com novas tecnologias. Entre as principais inovações está o conceito de biorrefinaria, que reduz o desperdício em todos os fluxos potenciais. Essa abordagem controla insumos materiais resultando em baixo consumo de água, baixa emissão e mínimo uso de combustíveis fósseis.

“Nossa ambição é ser não só uma das maiores operações de celulose solúvel no mundo, mas também uma das empresas mais responsáveis nos quesitos social e ambiental. Além de criar empregos e oportunidades de carreira para milhares de pessoas no Brasil, definiremos os mais altos padrões para o uso sustentável de recursos renováveis”, disse Carlos Pastrana, diretor do projeto de expansão.

O anúncio do investimento aconteceu no Palácio dos Bandeirantes e contou com a participação do governador do Estado de São Paulo, João Doria. Durante o evento, o governador falou sobre a criação do 12º Polo de Desenvolvimento que tem como foco os setores de papel, celulose e reflorestamento e engloba as seguintes regiões administrativas: Araçatuba, Barretos, Bauru, Baixada Santista, Campinas, Central, Franca, Itapeva, Marília, Presidente Prudente, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, São José dos Campos, Metropolitana de São Paulo, Sorocaba e 171 municípios.

Anúncios