Furukawa cria linha de crédito para startups e amplia oferta de financiamento a ISPs

Startups podem fazer empréstimos de R$ 30 mil sem juros e sem a necessidade de apresentação de garantias; para provedores de acesso consolidados, fabricante apresenta oferta em parceria com o Banco Santander e estuda um modelo de “leasing”

Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa Electric LatAm e vice-presidente corporativo sênior do grupo Furukawa Electric

Há alguns anos a Furukawa vem dedicando esforços para viabilizar financeiramente a expansão da rede dos provedores de acesso à internet, também conhecidos como ISPs. Durante do Furukawa Summit 2018, em Comandatuba (BA), a fabricante deu mais um passo nesta parceria e anunciou três iniciativas financeiras voltadas a viabilizar os investimentos dos provedores, reconhecidamente responsáveis pelo aumento do consumo de fibra óptica e outros sistemas digitais no país.

A primeira iniciativa atende à demanda de startups com uma linha de R$ 30 mil com recursos próprios e sem a necessidade de apresentação de garantias. “A empresa paga 10% de entrada e o restante em até seis parcelas sem juros”, explica Foad Shaikhzadeh, presidente da Furukawa Electric LatAm e vice-presidente corporativo sênior do grupo Furukawa Electric.

Como segunda opção de crédito, Shaikhzadeh informa que a fabricante fechou um contrato com o Banco Santander, duplicando a oferta que já tinha disponível em parceria com o Banco Ecoval. “O diferencial desta iniciativa é a avaliação mais rápida do perfil do empreendedor e consequente liberação do crédito”, comenta o executivo.

Neste caso, o limite de crédito é vinculado à capacidade de geração de caixa do provedor de acesso, o que o libera da apresentação de garantias físicas, como pede o BNDES. “Finalmente conseguimos aliança com um banco de grande porte”, afirma Foad Shaikhzadeh, esclarecendo que a Furukawa fará a avaliação prévia do projeto.

Prevista para entrar em vigor em janeiro, a terceira, ainda em desenvolvimento, linha segue o conceito de “servitização” perseguido pela fabricante a partir deste ano. Batizada internamente de mensalização, a proposta visa criar um modelo de aluguel de equipamentos para que ISPs e outros clientes não tenham que comprar o ativo e adicionalmente possam utilizar a linha de crédito da opção dois para amortizar parte da dívida.

Além da facilidade de aquisição, a Furukawa entende como vantagem desta iniciativa a possibilidade de atualização e troca dos equipamentos em caso de falhas sem custos adicionais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s