Conheça 4 projetos de educação que estão em financiamento coletivo

Para tirar as ideias do papel, as vaquinhas virtuais precisam arrecadar valores que vão de R$ 7.500 a R$90 mil

Nem sempre uma boa ideia é suficiente para desenvolver um projeto educacional. Muitas iniciativas também precisam de dinheiro para sair do papel. E por que não recorrer ao popular financiamento coletivo? O Porvir listou quatro vaquinhas virtuais que estão em fase final para captação de recursos. Conheça:

Aprendizagens 3D para crianças cegas
Depois de concorrer com outros 200 projetos internacionais, o professor e pesquisador Renato Frosch irá para Rosário, na Argentina, acelerar um projeto de cultura maker no Laboratório de Inovação Cidadã (LABiCAR). Com a proposta de estimular a produção de materiais pedagógicos para crianças cegas e com baixa visão, que serão disponibilizado em plataforma digital aberta para download, até o dia 14 de agosto ele precisa arrecadar R$ 7.500 em uma campanha no Catarse. Os recursos serão utilizados na compra de filamentos e duas impressoras 3D. Uma delas permanecerá em uma escola pública brasileira, localizada na região do ABC Paulista.

Reciclagem Divertida: livros de arte-educação
Criado pelo empreendedor social Rafael Sol, o projeto Reciclagem Divertida usa formas lúdicas de lidar com o lixo. Para estimular o pensamento ecológico, ele vai produzir uma coletânea de três revistas com o passo a passo da produção de brinquedos feitos de garrafas plásticas, caixas de suco e outros materiais. Em financiamento coletivo no site kickante, o projeto precisa arrecadar R$9.500 até o dia 20 de agosto.

Plataforma EAD Criatividade e Empreendedorismo
Com a proposta de ser uma plataforma de educação a distância dentro do Instagram, a CRIATTIVADOS irá publicar vídeos de 5 a 10 minutos, com temas sobre criatividade, inovação e empreendedorismo. A iniciativa foi desenvolvida pelo empreendedor Edu Garretano, que atua em facilitações, cursos, workshops e palestras. Até o dia 30 de agosto, ele precisa arrecadar R$90 mil em uma campanha na plataforma kickante. Os recursos serão utilizados para apoiar aquisição de equipamentos, desenvolvimento de materiais e manutenção da plataforma.

A Cara do Brasil, Empoderamento infantil
Para valorizar a pluralidade brasileira e empoderar crianças de cabelos crespos e cacheados, Stefânia Andrade, autora da coleção infantil Melissa, lançou uma campanha de financiamento coletivo para desenvolver o projeto A Cara do Brasil, que envolve oficinas e a produção um livro infantil sobre o tema. A iniciativa precisa arrecadar R$ 18 mil até o dia 4 de setembro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s