Xerox rejeita proposta de US$ 6,1 bi da Fujifilm e vai à leilão

A era turbulenta da ex-dona do mercado de impressão não termina. A Xerox desistiu de acordo de US$ 6,1 bilhões de dólares com a Fujifilm, em uma vitória para os acionistas Carl Icahn e Darwin Deason.

A vitória dos investidores bilionários deixou a companhia japonesa ainda mais atrás sobre qualquer nova negociação com a Xerox, embora a empresa não esteja totalmente fora do páreo, agora que a Xerox deverá ser colocada à venda em um leilão pelo maior preço.

As duas companhias tinham concordado em janeiro em fazer uma complexa fusão em que a Xerox seria incorporada pela joint-venture Fuji Xerox, atualmente controlada pela Fujifilm. O acordo fez Icahn e Deason, que detêm 15% da Xerox, argumentarem que a companhia norte-americana estava sendo subvalorizada.

O anúncio do negócio com a Fujifilm aconteceu no começo de fevereiro. Há anos a Xerox mergulhou numa crise. Se acontecesse o negócio com a Fujifilm pelo menos 10 mil funcionários seriam demitidos, conforme agências internacionais noticiaram à época do anúncio da transação.

A operação brasileira – comandada por Ricardo Karbage desde 2012, apesar de ainda ser vista como a maior da América Latina, perdeu muito espaço. No ano passado, a fábrica em Ilhéus, na Bahia, foi fechada. A fábrica de Resende, no Rio de Janeiro, já tinha sido desativada no começo da crise.

*Com Agência Reuters

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s