BNDES e MEC assinam acordo e buscam parceiros privados para inovação e tecnologia em educação

Letreiro do BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o Ministério da Educação (MEC) formalizam nesta quinta-feira, 22, acordo de cooperação firmado entre as duas instituições com o objetivo de desenvolver instrumentos de planejamento, investimento, implementação e avaliação de políticas voltadas à educação.

A cerimônia acontece às 16h, em São Paulo, em evento que visa promover uma coalizão para apoiar a inovação e a tecnologia na educação brasileira, em aliança com o setor privado. Estarão presentes o diretor do BNDES, Carlos Alexandre Da Costa, a Secretária Executiva do MEC, Maria Helena Guimarães de Castro, acompanhada pelo Secretário de Educação Básica Rossieli Soares da Silva, além de representantes do MCTIC e da Fundação Lemann, apoiadores da iniciativa.

Segundo o diretor Carlos Alexandre Da Costa, “as ações previstas no acordo poderão trazer um relevante salto de qualidade na educação brasileira, com grande impacto em nosso desenvolvimento”.  A parceria está alinhada com a visão do BNDES e sua reflexão estratégica de médio e longo prazo, que define educação como uma das prioridades de atuação do Banco.

Educação conectada – Entre os destaques, está o Programa de Inovação e Educação Conectada, lançado pelo MEC em novembro do ano passado, para conjugar esforços entre as várias esferas do setor público, escolas, setor empresarial e sociedade civil para assegurar as condições necessárias para a inserção da tecnologia como ferramenta pedagógica nas escolas públicas de educação básica.

O BNDES será responsável por prestar apoio técnico e financeiro, por participar da estruturação e coordenação do monitoramento e da avaliação e, ainda, por modelar, gerir e operacionalizar apoio econômico integrado de entidades privadas e de organizações da sociedade civil visando à adoção do Programa.

Chamada Pública – Com vistas a acelerar a adoção do Programa e a testar modelos mais efetivos de implantação, o BNDES e o MEC estão estruturando uma chamada pública para apoiar projetos de redes públicas de ensino, alocando recursos não reembolsáveis para investimentos que contemplem estados e municípios em cada uma das cinco regiões do Brasil. Um dos objetivos é atrair parceiros da iniciativa privada a se engajarem no apoio à futura chamada pública e no incentivo à inovação e tecnologia na educação brasileira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s