Mais crédito para Inovação no Sul

Parceria entre BRDE, Acate e Sicredi vai acelerar o financiamento de projetos de inovação de pequenos negócios

A agilidade, característica e necessária do segmento de inovação, acaba de ganhar um aliado quando o assunto é crédito. O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), a Associação Catarinense de Empresas de Tecnologia (Acate) e a cooperativa central de crédito Sicredi-Sul firmaram um convênio que vai permitir que as mais de 2,9 mil empresas do setor tecnológico do Estado possam financiar seus projetos por meio do programa BRDE Inova, do BRDE, via Sicredi.

Por meio do convênio, a Acate fará a divulgação das linhas de financiamentos disponíveis para seus 1,1 mil associados e também para potenciais associados, e fica responsável por ajudar o empresário a reunir documentos necessários para a captação do financiamento e por analisar a aderência do projeto ao programa BRDE Inova. As cooperativas filiadas ao Sicredi farão a análise do projeto e de sua viabilidade econômica. Assim, o processo ganha agilidade na tramitação dentro do BRDE, responsável pela liberação dos recursos.

– O BRDE tem buscado, por meio dessas parcerias, disseminar a oferta de crédito para a inovação. Já são quase R$ 500 milhões em financiamentos para a inovação desde a criação do programa BRDE Inova, no fim de 2013, dos quais 47% aplicados em SC – explica o superintendente do BRDE, Nelson Ronnie dos Santos.

– O programa vinha sendo operado de forma direta, pela equipe do BRDE. Com convênios como esse, pretendemos ampliar nossa capacidade de atuação e atingir um segmento em que o programa ainda tinha pouca penetração, as pequenas e microempresas – avalia.

Na avaliação do diretor financeiro da Acate, Marcos Lichtblau, o objetivo é ampliar o acesso ao crédito para inovação para empresas de tecnologia, permitindo um caminho ágil para o financiamento de seus produtos e serviços inovadores.

– Estamos criando mais um canal de relacionamento e acesso ao crédito com associados e potenciais associados. A parceria com o BRDE e com o Sicredi vem de longa data, e agora vai permitir que micro empresas, incubadas e startups tenham acesso ao crédito – explica Lichtblau.

O Programa BRDE Inova foi pioneiro em entender e atender as demandas do setor de tecnologia e das empresas inovadoras, afirma Ronnie, do BRDE. Como as empresas de tecnologia têm o seu principal ativo no capital humano, elas não possuem ativos como prédios e grandes equipamentos, logo enfrentavam dificuldades para apresentar garantias.

– A flexibilização de garantias para projetos de até R$ 1 milhão foi um avanço significativo e uma quebra de paradigmas no crédito de longo prazo – explica o superintendente do BRDE.

– O novo desafio é atender a micro e pequena empresa e até startups, com financiamento de valores menores. Dos 97 contratos firmados em SC pelo programa BRDE Inova, apenas sete tinham ticket médio abaixo de R$ 100 mil – acrescenta o superintendente do BRDE.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s