Embraco cria a Diili, plataforma brasileira de Internet das Coisas

Internet das Coisas não é solução de futuro, pelo menos na Embraco, multinacional fabricante de compressores herméticos de refrigeração, com sede em Joinville, em Santa Catarina. A empresa criou uma plataforma batizada de Diili –  Data Information Insight Learning Intelligence – que já está em funcionamento comercial em Santa Catarina, São Paulo e no Nordeste.

Na prática, a Diili ajuda marcas de bebidas e alimentos a gerenciarem de forma efetiva a performance de seus freezers e geladeiras comerciais nos pontos de venda. A solução tem o hardware fabricado na unidade China da Embraco e a parceria da Amazon, para hospedagem dos dados na nuvem, e da também brasileira CI&T, de Campinas, para o desenvolvimento das interfaces e aplicativos para a coleta e transmissão dos dados.

“A Diili expande a nossa atuação dentro da Tecnologia e da Inovação e nos permite reduzir os custos com manutenção desses equipamentos e mais do que isso: impedir roubos dessas máquinas. Hoje existe cerca de quatro milhões de refrigeradores no Brasil ( de todos fornecedores). Nos testes feitos com os nossos refrigerados em 2016 conseguimos detectar até 5% dos equipamentos perdidos por descontrole de inventário e roubos”, afirma o vice-presidente de Pesquisa e Desenvolvimento e Novos Negócios da Embraco, Eduardo Andrade, em entrevista ao portal Convergência Digital.

Os planos da empresa para a Diili são ambiciosos. Até o final do ano, a ideia é expandir o uso da plataforma para todo o país, conforme a demanda dos clientes. E em 2018, a ideia é levar para o México, Estados Unidos, Europa e Ásia. “A Diili é uma plataforma 100% desenvolvida no Brasil e temos muito orgulho de pensar nela como Inovação”, atesta Andrade.

Além de evitar roubo/furto dos refrigeradores no campo, a Diili também permite a eficiência energética com até 15% de redução no consumo de energia. “Esse é um problema mundial que estamos conseguindo com a Internet das Coisas minimizar”, exulta Andrade. No Supply Chain, a Diili também permite evitar o desperdício de alimentos estocados nos refrigeradores.

Outra ‘menina dos olhos’ da Diili é o algoritmo desenvolvido internamente e que permitiu a construção dos aplicativos e das interfaces em parceria com a CI&T de Campinas. “Hoje temos 600 pessoas trabalhando com Pesquisa e Desenvolvimento”, fala em tom orgulhoso, Eduardo Andrade. Os investimentos feitos na Diili não foram revelados, mas Andrade destaca que a Embraco aporta 4% da receita em Pesquisa e Desenvolvimento. “Esse é o caminho para o futuro”, acrescenta.

Do ponto de vista prático, a Diili – que usufrui da infraestrutura de telecomunicações existente, já que os dados são coletados e podem ser transmitido sem tempo real – funciona da seguinte forma:

.  Os sensores são inseridos na geladeira ou freezer e passam a coletar informações como localização, gasto energético, quantidade de produtos e comportamento do consumidor em relação à geladeira.

.  A conexão é realizada através de técnicas de conectividade de referência no mercado e adequadas a aplicação M2M (Machine-to-machine), permitindo assim a conexão do equipamento com a internet. Isso o transforma em um equipamento inteligente que transmite informações para nuvem em tempo real.

.  Uma vez recebidas as informações, começa a fase da inteligência, onde as análises se baseiam em  acontecimentos, como por exemplo: se a geladeira precisa de manutenção preventiva, se a temperatura está adequada para o tipo da carga, se tem produtos suficientes para as vendas, se o equipamento está no lugar autorizado, etc.

.  A análise inteligente destes dados é entregue ao dono da marca de alimentos ou bebidas, em tempo real, pelo celular ou computador por meio por meio de sistemas de interface como aplicativos e web. Munido de informações, o cliente tem a possibilidade de tomar decisões de forma mais rápida e assertiva em relação aos equipamentos nos pontos de venda.

.  Para alguns dos serviços prestados, o diili utiliza a inteligência criada para alterar o comportamento do equipamento no campo, sempre com foco em entregar a regra de negócio definida com os clientes.

.  Este acesso à informação, no fim do dia, é convertido em menos perdas e mais assertividade nas vendas. A plataforma também permite à marca interações com seus consumidores por meio de promoções.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s