BNDES faz encontro entre empresas promissoras e bancos investidores

BNDES - imagem ilustrativa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o Sebrae e a Endeavor, promoveu, nesta terça, 15, o evento “Fomentar Scale Up Rio”. O objetivo foi colocar frente a frente um grupo de pequenas empresas do Estado com alto potencial de crescimento (scale ups) e altos executivos dos cinco maiores bancos do país (Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil).

Na ocasião, os pequenos empresários tiveram cerca de cinco minutos para apresentar seus resultados, modelos de negócios e expectativas de crescimento. Ao final, puderam negociar diretamente com os bancos, que apresentaram suas condições de crédito para repassar os recursos do BNDES.

Potencial – Scale ups são empresas com alto potencial de crescimento e geração de empregos que possuem produtos e serviços operando em mercado robusto o suficiente para se tornarem grandes empresas; modelo de negócio validado e com capacidade de expansão e crescimento em escala de forma sustentável; crescimento de mais de 20% ao ano por três anos consecutivos; e são mais bem preparadas para atuar em projetos e investimentos com grandes empresas.

As empresas foram selecionadas pelo programa Scale Up Rio 2016, que ofereceu workshops, mentoria e consultoria especializada aos empreendedores por um semestre.  Tais empresas registraram um crescimento médio de 140% em um ano e geraram mais de 500 novos empregos. Participaram do Fomentar Scale Up Rio, na sede do BNDES no Rio, as scale ups: Pareto, Storm Security, Supercommerce, Three Monkeys, Zoox, Descomplica e Fumajet.

Apoio à MPMES – O BNDES apoia os investimentos de micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) por meio de operações indiretas. O crédito é repassado por bancos comerciais, que assumem os riscos das operações e, por isso, estabelecem os critérios de concessão. Aumentar o acesso de MPMEs ao crédito do BNDES está entre as prioridades do BNDES, que destinou a este segmento 40% dos R$ 40,2 bilhões desembolsados nos sete primeiros meses deste ano. No final de 2016, essa participação era de 31%. Entre outras iniciativas do BNDES nesse sentido, destaca-se o Canal do Desenvolvedor MPME, lançado em junho deste ano. A plataforma, interativa, simplifica, agiliza e amplia o acesso aos recursos do BNDES, aproximando-o dos clientes finais, e dá mais poder a micro, pequenos e médios empresários na negociação de melhores condições de financiamento.

http://www.bndes.gov.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s