Startups de energia renovada serão selecionadas pela Enel

A gigante italiana Enel, um dos maiores grupos energéticos do mundo, com faturamento anual de € 75,8 bilhões (cerca de R$ 265,3 bilhões), planeja investir em empresas brasileiras de desenvolvimento de tecnologias para a indústria elétrica. A companhia vai lançar esta semana uma aceleradora dedicada a startups de energia e empresas em estágio mais avançado no Brasil.

“Vemos uma evolução tecnológica muito grande na geração distribuída com energia solar, na mobilidade elétrica e no armazenamento de energia, pelo uso de baterias. E os eletrodomésticos serão cada vez mais inteligentes. No futuro próximo, isso tudo vai convergir. Vemos que o mundo está indo muito rápido. E o Brasil tem uma grande capacidade de inovação. Podemos botar produtos brasileiros no mundo todo”, afirmou Marcelo Llévenes, principal executivo da Enel no Brasil, ao Valor.

Chamada de “Energy Start”, a iniciativa vai selecionar anualmente companhias que desenvolvem produtos e serviços inovadores para o mercado de energia.

As startups e empresas interessadas podem se inscrever em um portal na internet, que estará disponível a partir de quarta-feira. Em seguida, conselho formado por representantes da Enel selecionará as mais adequadas aos critérios de escolha, que incluem análise do modelo de negócio, composição da equipe, estágio de desenvolvimento e potencial de crescimento.

Durante o período de aceleração, que pode durar entre seis meses e um ano, as empresas selecionadas receberão uma série de apoios, como estratégia de negócio, gestão jurídica, financeira e de pessoas. Ao fim do processo, a Enel pode firmar parcerias para distribuir produtos e serviços ou se tornar cliente das empresas. Além disso, a energética poderá apoiar a captação de outros possíveis investidores para as empresas.

“Pode ser uma ideia em que nós sejamos compradores, ou nós sejamos sócios, para vender um produto de eficiência energética. Podemos ser fornecedores, podemos ser clientes. Podemos fazer uma aliança internacional. É uma estrutura muito aberta”, disse Llévenes.

Brasil, a Enel possui quase 1 gigawatt (GW) de capacidade instalada, por meio da hidrelétrica de Cachoeira Dourada, em Goiás, e da termelétrica Endesa Fortaleza, no Ceará. Em distribuição, o grupo atua por meio da Ampla, que atende parte da região metropolitana e do interior do Rio de Janeiro, e da Coelce, que fornece energia para o Estado do Ceará.

http://www.valor.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s